Aller à la page d'accueil. | Aller au contenu. | Aller à la navigation |

 
Acções do Documento

MISSA DE ABERTURA DA CONSULTA E CONSELHO ALARGADO

3 décembre 2016

1º de dezembro de 2016

Queridas irmãs, queridos amigos
Eis-nos aqui reunidos, nesta Eucaristia, Oblatas dos três ramos e dos três continentes, para a abertura da Consulta e do Conselho Alargado.
Para o nosso Instituto este encontro é histórico; é a primeira vez que um tal acontecimento se realiza no Continente da América.
Este tipo de reunião tem lugar, segundo as normas do nosso livro de vida, cada dois anos. Ela tem por objetivo, num primeiro tempo, fazer uma releitura da vida após o Capítulo e, em seguida, a preparação imediata do próximo Capítulo, que terá lugar em 2018.
Nesta Eucaristia queremos pedir ao Senhor que Ele nos acompanhe ao longo do nosso encontro no qual participam Oblatas dos três Continentes. Tenho a certeza de que a nossa Madre Luísa Teresa deve estar feliz por ver-nos aqui reunidas, na diversidade dos nossos povos, raças, culturas e nações, unidas numa mesma Oblação.

Nesta celebração queremos recordar, com gratidão, a audácia das primeiras Oblatas que chegaram a este Continente; ao Salvador em 1894 e, sucessivamente, aos outros países da América Central. Queremos também lembrar hoje todas as Oblatas que, no decorrer dos anos, desempenharam um papel ativo no Instituto com coragem, dinamismo, visão e perseverança. É graças a elas que nós podemos avançar hoje com paixão e com esperança, com o olhar voltado par o futuro.
Preside a esta Eucaristia o Padre Eduardo Valdés S.J. (amigavelmente conhecido por Padre Negro). Obrigada por ter aceitado partilhar e celebrar conosco este acontecimento histórico.
Peçamos juntos ao Senhor, por intercessão de Luísa Teresa, que esta Consulta e este Conselho Alargado sejam momentos de graça que possam fazer avançar todo o Instituto nos caminhos do mundo, oferecendo assim a todos as riquezas do nosso Carisma: ser testemunhas do amor, fazer conhecer o Deus de ternura. Que o nosso Deus: Pai/Mãe, próximo e amigo, fonte de água viva, possa cumular todos os desejos e aspirações dos nossos irmãos e irmãs.
                                                                                               Júlia Sousa

<< Voltar à lista