Aller à la page d'accueil. | Aller au contenu. | Aller à la navigation |

 
Acções do Documento

MISSA DE CONCLUSÃO DA CONSULTA E DO CONSELHO ALARGADO

16 décembre 2016

8 de dezembro de 2016

Boa tarde , Queridas Irmãs, Caro Padre e Caros Amigos
Este dia que o Senhor fez é um dia de festa e de alegria!
Hoje celebramos a festa da Imaculada Conceição de Maria. É também a festa do nosso Instituto. A nossa fundadora, Luísa Teresa, deu-nos Maria como Rainha e Mãe e nosso modelo de vida.
Hoje os membros da Consulta Alargada e do Conselho Alargado representando os três ramos do Instituto dos três continentes, rodeados pelas Oblatas vindas das comunidades de Guatemala e uma Oblata Secular vinda de Costa Rica, estamos reunidas para esta Eucaristia. Em comunhão connosco estão também as Oblatas dos nossos diferentes países.
Hoje estamos em comunhão com a Irmã Teresa Reséndiz (Tere como lhe chamam carinhosamente) em ação de graças pelos seus 25 anos de Oblação ao Coração de Jesus.
Tere:
Obrigada por tudo o que tu és no nosso Instituto …
Obrigada pela tua presença missionária no meio do povo, em Santo António de Pádua
Obrigada pelo teu serviço entre os pobres …
Obrigada pela tua simplicidade e pela tua fidelidade ao carisma de Oblata …

Nesta Eucaristia vamos todas renovar a nossa Oblação nos nossos diferentes idiomas.
Preside esta Eucaristia o Padre Miquel Cortez sj, amigo das Oblatas desde há muito tempo. Obrigada, Padre, por ter aceitado partilhar e celebrar connosco este acontecimento.
Neste dia de festa queremos dar graças ao Senhor pelo grande sinal da sua bondade que Ele nos deu em Maria, sua Mãe, nossa Mãe e Mãe da Igreja. Aprendamos com a Virgem Maria, ela que foi a primeira a acolhê-lo no seu Coração, a viver na sua companhia, na sua presença.

Apraz-nos lembrar algumas palavras de Luísa Teresa:
“Esta doce soberana é, não somente nossa Mãe mas, quer ser para nós especialmente, uma instrutora de todos os instantes. Devemos ser suas discípulas as mais humildes, as mais atentas, as mais dóceis. Ela não nos pede nada de extraordinário: somente a vida comum, cujo exemplo encontramos em Nazaré”.

 

ver a procissão do ofertório

“Que darei eu ao SENHOR por todos os benefícios que me tem feito?” (Salmo 116,12)

Durante esta semana, progredimos na tecelagem das nossas relações, no conhecimento de diversos contextos, da solidariedade.
Juntas, tecemos uma nova página da nossa história. Possamos nós, dia após dia, continuar a tecer a solidariedade e a comunhão para a vida do nosso mundo e dos nossos irmãos e irmãs.
Vamos partir fortalecidas para a missão.
Estamos muito reconhecidas à Irmã Eva, ao seu Conselho, a Rocio e a toda a equipa que trabalhou na organização deste acontecimento.
Toda a nossa gratidão às Irmãs de Guatemala, às três comunidades que nos acolheram tão calorosamente.
Estamos reconhecidas a todas pelo trabalho discreto e eficaz, tanto na cozinha como na secretaria.
Obrigada também ao pessoal de serviço pela sua colaboração. Obrigada ainda a vocês: Ir. Ana Maria. Ir. Marise, Ir. Chantal, Hervé, pela ajuda que nos deram.
Obrigada Padre Miquel, P. Rogelio e P. Jesus, pelo tempo que nos dedicaram. Vocês estarão presentes na nossa oração. Pedimos ao Senhor que os recompense com a abundância dos seus dons.
Que, por Maria, Jesus nos faça sentir o Amor do Seu Coração e seja Ele mesmo a nossa recompensa!
                                                                                  Júlia Sousa
 

<< Voltar à lista